segunda-feira, 13 de abril de 2015

O HÁBITO DE ORAR

O centro do testemunho cristão consiste na devoção a Jesus Cristo. A maior expressão desta devoção é a oração que permanece viva através de contínua prática.

Fazemos de três a cinco refeições diárias não por habito, mas por necessidade. Esta necessidade formou em nós o habito de comer. O mesmo acontece com a oração. Devemos orar porque necessitamos de nutrição espiritual, e, isto se tornará um hábito (Dn 6.10).

Este hábito nos tornará:

  • Mais semelhantes ao mestre;
  • Mais conscientes da realidade de Deus em nós e ao nosso redor;
  • Mais robustos espiritualmente;
  • Canais de bênçãos de Deus para outros;
  • Sábios no uso de nosso tempo.

Para desenvolver o habito de orar é necessário:

  • Acostumar-nos a dar “bom dia” ao criador logo ao abrir de nossos olhos;
  • Manter uma lista de oração, um mapa ou globo para orar pelos missionários, pelas nações e seus governantes;
  • Ter durante o dia uma atitude de “prontidão”;
  • Aumentar gradativamente o tempo de oração;
  • Orar em voz alta (fale apenas para você mesmo ouvir) isto evita distrações.

Separe um local e horário para sua comunhão com Deus.