sábado, 27 de junho de 2015

VOLTEMOS AO EVANGELHO DE JESUS

Hoje estive pensando sobre a legalização da união civil entre pessoas do mesmo sexo nos Estados Unidos. 
Eu vejo no Facebook muitas pessoas mudando suas fotos de perfil em apoio a decisão, vejo outras tantas falando mal e até mesmo usando o nome de Deus para esse fim. 
Na verdade, não estou escrevendo nem para fazer apologia nem para criticar, só gostaria de deixar alguns versículos que foram ditos por Jesus e dos quais, nós cristãos, deveríamos fazer melhor proveito.
O primeiro é:

“Os escribas e os fariseus trouxeram-lhe uma mulher que fora apanhada em adultério. Puseram-na no meio da multidão e disseram a Jesus: Mestre, agora mesmo esta mulher foi apanhada em adultério. Moisés mandou-nos na lei que apedrejássemos tais mulheres. Que dizes tu a isso? Perguntavam-lhe isso, a fim de pô-lo à prova e poderem acusá-lo. Jesus, porém, se inclinou para frente e escrevia com o dedo na terra. Como eles insistissem, ergueu-se e disse-lhes: Quem de vós estiver sem pecado, seja o primeiro a lhe atirar uma pedra. Inclinando-se novamente, escrevia na terra. A essas palavras, sentindo-se acusados pela sua própria consciência, eles se foram retirando um por um, até o último, a começar pelos mais idosos, de sorte que Jesus ficou sozinho, com a mulher diante dele. Então ele se ergueu e vendo ali apenas a mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão os que te acusavam? Ninguém te condenou? Respondeu ela: Ninguém, Senhor. Disse-lhe então Jesus: Nem eu te condeno. Vai e não tornes a pecar. Falou-lhes outra vez Jesus: Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”.  João 8.3-12 (Grifo meu).

Estamos vivendo a dispensação da Graça de Deus não do Seu julgamento.
O segundo é:

“E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos. E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores? Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes. Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento”. Mateus 9.10-13 (Grifo meu).

Jesus teve misericórdia e buscou os perdidos.  Sede meus imitadores, como também eu de Cristo”. 1 Coríntios 11.1.

O mundo tem se tornado cada vez mais islâmico, ateu, a toa, mau, sem misericórdia e isso se deve em grande parte a igreja do Senhor estar muito ocupada discutindo se o homossexualismo é bíblico, se as prostitutas poderão ser salvas (é só um exemplo) o problema é que a igreja está perdida em meio a discussões “Teológicas” que não levam salvação e transformação de vida a ninguém.

Voltemos ao Evangelho de Jesus

Enquanto discutimos não pregamos, não falamos de Jesus aos pequeninos, aos doentes, aos homossexuais, as prostitutas, aos homens e mulheres, jovens e velhos sejam lá quais forem suas opções sexuais, a cor de suas peles, suas classes sociais.

NÓS SOMOS RESPONSÁVEIS PELA SALVAÇÃO DESTA GERAÇÃO

A geração passada não será cobrada do sangue dos que se perderam agora e nem a próxima geração conhecerá o SENHOR se nós não pregarmos Jesus HOJE.

Jesus disse: “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros”. João 13.34,35 (Grifo meu).

Veja que Jesus não disse “AME SE VOCÊ CONCORDAR COM O QUE A PESSOA FAZ, OU SE VOCÊ GOSTA DA COR DA PELE DELE, OU, OU, OU”.

Ele disse: Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.” João 13.34 (Grifo meu).